Como montar um plano de negócios para uma loja de roupas

Começar um novo empreendimento é uma tarefa nada fácil, principalmente nos meses iniciais. Por isso, planejar a gestão e o futuro do seu negócio é fundamental – e é aqui que entra o plano de negócios. 

Através dessa ferramenta é possível ter informações detalhadas do seu mercado, produtos e serviços, concorrentes, fornecedores e clientes, além de conhecer os pontos fortes e fracos da sua empresa (o que validará a viabilidade da sua ideia, bem como a forma que você a administrará).

Pronto para começar a lucrar com a sua loja de roupas? Veja agora como montar um plano de negócios de sucesso!

 

O que é um plano de negócios?

Permitindo identificar e limitar erros, o plano de negócio é um documento que descreve todos os objetivos de uma empresa e cada passo necessário para concretizá-los, reduzindo riscos e incertezas a partir da análise da viabilidade esperada do empreendimento. 

©Christina @ wocintechchat.com

Quanto mais detalhes o seu documento tiver, maiores são as chances de acertos futuros. É a partir dele que você poderá simular no papel todas as situações necessárias antes de lançar sua loja no mercado. Sendo assim, o plano de negócios é importante para garantir maior segurança na hora de criar a sua empresa

 

Por que elaborar um plano de negócios?

Desenvolver um plano de negócio eficiente o ajudará tanto no momento de iniciar a sua empresa, quanto na hora de ampliá-la. Com ele será mais fácil:

 

  • Organizar suas ideias;
  • Captar recursos (humanos e financeiros); 
  • Conhecer melhor seu mercado e concorrentes;
  • Elaborar a simulação de cenários favoráveis e desfavoráveis para a sua empresa;
  • Realizar acompanhamentos comparativos entre o que foi previsto e o que está sendo realizado.

 

O plano também simplificará a comunicação entre todas as pessoas envolvidas na empresa, desde sócios até fornecedores, além de facilitar a apresentação da sua loja de roupas e, por consequência, a captação de financiamento (caso você tenha averiguado a necessidade).

Porém, mesmo com um planejamento cuidadoso, é importante lembrar que você ainda pode correr alguns riscos, mas com certeza evitará erros comumente cometidos pela falta de uma análise mais aprofundada sobre o seu negócio. Vamos começar? 

 

Como criar o seu em 5 etapas 

Para que o seu plano de negócios seja claro e bem estruturado, é necessário redigir um documento que conste todas suas principais ideias, objetivos e análises. Conheça abaixo quais informações devem constar em cada item:

 

1. Sumário executivo 

Essa é a parte inicial do seu plano de negócios! Esteja atento para que ele contenha os seguintes dados: 

 

  • Descrição e missão da sua empresa;
  • Diferencial do seu negócio no mercado;
  • Descrição do perfil dos empreendedores, bem como dos colaboradores;
  • Quais produtos e/ou serviços serão ofertados e quais são seus benefícios;
  • Seu público-alvo;
  • Localização da sua loja de roupas;
  • Qual será o investimento total para a viabilização e funcionamento da sua loja;
  • Enquadramento tributário (Simples Nacional, Lucro Presumido..)

©Felipe Furtado

É importante que o seu sumário seja claro e breve, além de transmitir profissionalismo e confiança, porque é através dele que você atrairá a atenção do leitor. Uma boa dica é deixar para escrevê-lo ao final do seu plano, mesmo que ele seja a parte inicial. Dessa forma você terá maior entendimento do que deve ser incluído. 

 

2. Análise de Mercado 

Para traçar metas fortes e eficientes, é imprescindível conhecer seus concorrentes, clientes e fornecedores, pois é assim que você conseguirá se estabelecer competitivamente dentro do seu mercado. 

Comece definindo seu público-alvo através de uma profunda segmentação de clientes. Essa é uma das partes mais importantes a ser pensada, afinal, sem consumidores não há vendas! 

Para facilitar esse processo, é interessante pensar na faixa etária, escolaridade, estado civil e gênero de seus clientes, bem como em seus hábitos de compra e o que os motivam a procurar pelo seu produto. Para isso, você pode criar questionários, aplicar entrevistas ou definir a partir da análise de concorrentes.

Lembre-se: um plano de negócios não deve ser elaborado com base em especulações, portanto, pesquise!

Prestar atenção no que os seus concorrentes estão fazendo é uma ótima forma de aprender lições preciosas para o seu empreendimento: é assim que você pode perceber as ações de outras lojas e ver o que funciona e o que não funciona. Verifique quais são os pontos fortes e fracos da concorrência e compare com o seu planejamento. 

Finalizando essa etapa, chegou a hora de estudar os responsáveis por disponibilizar o produto que você irá comercializar – os fornecedores. Você pode fazer isso através de pesquisas na internet ou catálogos. Manter uma lista diversificada e atualizada de potenciais fornecedores é uma ótima forma de fazer comparações e descobrir qual o melhor para a sua empresa. 

 

3. Plano de marketing

Um plano eficaz de marketing será um ótimo indicativo de como serão suas vendas e quais estratégias você poderá adotar para impulsioná-las. Por isso, descreva tudo minuciosamente!

Pense em qual é o seu produto e como você pode descrevê-lo, se o preço está adequado, quais suas vantagens perante a concorrência, qual o comportamento de compra dos seus clientes, como o produto chegará até eles, se você venderá em loja física e/ou online, entre outros. Em se tratando de marketing, um dos pontos mais importantes a se pensar aqui é: como você promoverá os seus produtos e sua loja?

©Glenn Carstens-Peters

 

4. Operacional e Financeiro

Depois de amadurecer as ideias para a sua loja de roupas, chegou a hora de descrever como o seu empreendimento irá funcionar ao demonstrar os passos para a venda do seu produto. 

No seu plano operacional você deve traçar estimativas a respeito da capacidade produtiva para descobrir o quanto precisa vender em determinado período a fim de obter lucro. É nessa etapa que você também precisa definir quantos funcionários serão necessários, bem como suas funções. 

Já para ter noção de qual valor deve ser investido para iniciar a empresa, é necessário escrever com atenção o seu plano financeiro. Essa seção do documento deve conter as estimativas de custos iniciais, despesas e receitas, fluxo de caixa, etc. Com uma ideia em números desses dados será possível analisar se esse valor poderá ser pago com recursos próprios ou de bancos e/ou investidores. Caso um financiamento seja necessário, ter o seu plano de negócios em mãos será importante para apresentar o projeto. 

 

5. Análise de cenários e avaliação do Plano de Negócios

Com o seu plano de negócios traçado, é hora de especular cenários: pense em alguns contextos nos quais a sua empresa esteja fluindo com sucesso e no que poderia acontecer se algumas coisas dessem errado. Dessa maneira você conseguirá se preparar para diversas ocasiões, desenhando planos plausíveis para superá-las, caso ocorram. Ao finalizar o seu plano, verifique se ele consegue responder a seguinte pergunta: vale a pena abrir esse empreendimento? Caso a resposta seja positiva, invista! 

Mesmo com planejamentos detalhados, empreender é sempre um risco – mas isso não significa que você deve desistir! Entendendo o seu mercado, seu público-alvo e sua concorrência, você estará à frente de um loja de roupas de sucesso. 

Além disso, você deve oferecer o melhor produto pelo melhor preço para os seus clientes. Conheça as marcas do Grupo Elian acessando o Venda Mais – o canal do lojista – e revenda moda com qualidade! 

E você? Já tem o seu Plano de Negócios? Compartilhe com a gente nos comentários!

 

Camila Felício

Escrito por Camila Felício

Formada em Publicidade e Propaganda com MBA em Marketing Digital. Atua com gestão de marcas, planejamento, branding e ações para o varejo de moda há 10 anos. É apaixonada por construção de marcas e entusiasta de trade marketing com cursos na área de varejo e gestão de projetos ágeis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *